html> Revista Zingu! - arquivo. Novo endereço: www.revistazingu.net
Zingu!NEWS
Por Matheus Trunk

FRASE PHODA

“No Brasil só se é intelectual, artista, arquiteto, ciclista, ou mata-mosquito com a aquiescência, com o aval das esquerdas ”Nelson Rodrigues

CONTRACAPA DE LP

PARA JOSÉ DOMINGOS
Domingos, você me faz um favor e conta para esse povo como é a gente da noite.

Faz a fineza de explicar que aqui ninguém tem ilusão nenhuma, porque não precisa. A ambição é coisa antiga, que às vezes tem certa graça nos meninos bons, mas já não configura. Ajunta ainda que em vez de inveja sempre se prefere um aplauso moderado, em vez de concorrência mais frequentemente prevalece uma colher de chá, e a graça de Deus, que se não fosse ela, quem sabe quem estaria dormindo naquela porta.

Se der jeito, Domingos, conta ainda que a gente é geral amigo, que um gosta do trabalho do outro, e escuta sorrindo e dando de cabeça, que a gente se lembra dos velhos, e dá sempre o seu a seu dono, e vai transando manso, gente da noite, que não se chama de irmão porque não precisa.

Depois de contar, Domingos, você pega esse talento danado que Deus te deu, preto doce de Minas, e mostra para eles como é mesmo a gente da noite.

E não se esqueça do seu velho,
Paulo Vanzolini.
Contracapa do LP “Quando Eu Me Chamar Saudade” de José Domingos lançado originalmente em 1979 pela gravadora Chantecler.

FILMES DE CARLOS SAURA RELANÇADOS EM DVD

Diretor espanhol mais aclamado internacionalmente depois de Buñuel e antes de Almodóvar, Carlos Saura teve filmes de forte crítica a ditadura de Franco. Nessa caixa recém-lançada estão alguns de seus filmes que mais demonstram essa faceta do realizador europeu. Todos os filmes aqui citados contém a esposa de Saura na época, Gerladine Chaplin. Eis os filmes relançados:

Ana e Os Lobos- 1972, Espanha
Com Geraldine Chaplin, Charo Soriano, Fernando Fernán Gomes.

Cria Cuervos- 1975, Espanha
Com Geraldine Chaplin, Monica Randal, Ana Torrent.
* Vencedor do Grande Prêmio em Cannes
“Uma demonstração de real esquerdismo (...), de hombriedade intelectual e de paixão cinemática, mais um quase milagre de Carlos Saura. (...) Desta vez, ao lidar justamente na então clérica Espanha com um tabu terrível como o da inocência infantil, o cineasta para fazer esta sua alegoria sobre lo cria cuervos que ta sacarán los ojos (conforme o velho provérbio do país) ousou fazer o que antes só escritores “estranhos” poderiam ousar (...). Obrigatório”. Rubem Biáfora, “O Estado de São Paulo”, 24 de dezembro de 1978

Mamãe Faz 100 Anos- 1979, Espanha
Com Geraldine Chaplin, Amparo Muñoz, Rafaela Aparício, Fernando Fernán Gomes, Norman Brisky.
* Vencedor do Prêmio Especial no Festival de San Sebastian, do Prêmio da Crítica em Bruxelas e indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro

BRASILEIRO REI DOS FAROESTES FINALMENTE GANHA BIOGRAFIA

Os westerns italianos fizeram um estrondoso sucesso em todo mundo nos anos 60 e 70. Filmes como “Django”, “Por Uns Dólares a Mais” e “Era Uma Vez no Oeste” eram vistos por grandes multidões.

O brasileiro Antonio Luiz de Teffé ganhou fama mundial com o pseudônimo de Anthony Steefen, sendo grande estrela de filmes do período. Sua vida e carreira estão relatadas na biografia “Anthony Steefen” escrita as seis mãos pelos amigos Daniel Camargo, Fábio Vellozo e Rodrigo Pereira.

Rodrigo é colaborador especial da Zingu!, tendo escrito o Subgêneros Obscuros da edição 14, na primeira parte sobre faroestes brasileiros. Nesta edição, ele escreve sua segunda parte em homenagem ao gênero.

Anthony Steefen
Autor: Daniel Camargo, Fábio Vellozo e Rodrigo Pereira
Editora: Matrix
Preço médio: R$ 25,90

LIVRO RECONTA A HISTÓRIA DOS TRAPALHÕES
Populares comediantes brasileiros nos anos 70 e 80 principalmente, Os Trapalhões finalmente recebem um estudo de sua trajetória.

Os jornalistas Luis Joly e Paulo Franco defenderam uma tese de mestrado na Faculdade Cásper Líbero com um livro-reportagem sobre a trupe. Ampliado, o trabalho acadêmico se tornou um belo e agradável livro em uma linguagem simples e acessível. Para isso, os autores entrevistaram mais de vinte pessoas que trabalharam com os comediantes e consultaram diversos periódicos da época.

Pra quem curtiu as trapalhadas de Didi, Dedé, Mussum e Zacarias ou quer conhecer mais sobre os Trapalhões vale a pedida.

Os Adoráveis Trapalhões
Autor: Luís Joly e Paulo Franco
Editora: Matrix
Preço médio: R$ 28,00

NOVO BLOG DESTACA A BOCA DO LIXO

A Boca do Lixo ganhou um novo endereço na internet: o blog Pornochanchadeiro (http://www.pornochancheiro.blogspot.com/) do cinéfilo Beto Ismael. Muitas imagens da época são destacadas no blog. Para entender melhor o novo endereço, Zingu! falou diretamente com o dono do endereço.

Z- Como você conheceu o cinema da Boca ?

BI- Meu primeiro contato com a Boca foi no início dos anos 80. Freqüentei o cine Windsor, Marabá, Dom José e outros. Pude assistir a passagem da pornochanchada para o pornô.

Z- Como surgiu a idéia de criar o blog ?

BI- Montei o blog porque sempre tive muita dificuldade de ter acesso ao cinema nacional, pornochanchada nem pensar. Na web não é diferente, por isso vou compartilhar o pouco que tenho.

Z- Onde você arranja tantas imagens da época ?

BI- Meu acervo vem de um material que estava na eminência de ir para o lixo, na Boca. Parte vem de revistas que compro em sebos, bancas de usados e até camelô. E mais uma parte vem de colaboradores amantes da Boca do Lixo. Já achei pedaço de filme no meio da rua !

Papo furado especial com Beto Ismael do blog Pornochanchadeiro (www.pornochanchadeiro.blogspot.com)
Diretor: Walter Hugo Khouri
Filme: Sexo às Avessas
Musa: Alvamar Taddei



<< Capa